Organização de compliance em municípios: como a administração pública municipal pode inovar sua gestão de riscos de corrupção?

Fábio Luís Guimarães

Resumo


O presente trabalho visa a identificar características da administração pública municipal praticada no Brasil, sobretudo as referentes à sua modelagem, destacando o patrimonialismo, a burocracia e o gerencialismo, bem como as referentes à gestão de recursos financeiros, buscando levantar os riscos associados à prática de corrupção. A partir da teoria do isomorfismo institucional de Dimaggio e Powell (2005), cujas três expressões – coercitiva, mimética e normativa – consolida, o artigo analisa a aptidão de os municípios inovarem suas próprias organizações, a fim de identificar elementos que concorram para o planejamento, a execução e o monitoramento de programas de integridade no nível municipal.

Palavras-chave


Compliance; Riscos de corrupção; Programa de integridade; Municípios; Isomorfismo institucional.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.