A educação legislativa influencia o comportamento político juvenil? Estudo sobre os egressos do Parlamento Jovem Brasileiro (2006-2014)

Antônio Teixeira de Barros, Lúcio Meireles Martins

Resumo


O artigo analisa possíveis impactos do Parlamento Jovem Brasileiro (PJB) no comportamento político dos egressos, a partir das seguintes questões: como os jovens avaliam os impactos do PJB em sua vida cotidiana? Em que medida a experiência de educação legislativa interferiu na opinião dos egressos sobre o campo político? Os jovens admitem efeitos positivos ou negativos do PJB em seu comportamento político após a participação no PJB? O estudo apresenta dados quantitativos acerca do envolvimento político dos egressos em instituições formais e informais e analisa os depoimentos escritos pelos parlamentares jovens. Apesar da verificação de que os estudantes que participam do PJB apresentam, a priori, um perfil diferenciado em termos de maior engajamento político em relação ao jovem médio brasileiro, identifica-se que, em sua ampla maioria, os relatos apontam efeitos diretos do PJB no comportamento político dos egressos, em termos de reforço da motivação para o engajamento, do interesse e acompanhamento da política.


Palavras-chave


Educação política; Política e juventude; Projetos de simulação parlamentar; Parlamento Jovem Brasileiro; Câmara dos Deputados.

Apontamentos

  • Não há apontamentos.